16/09/2016 Emagrecer não é mais importante do que a sua saúde!

depression-824998_1280

Ultimamente, uma das coisas que mais ouço é o “Nossa, como você emagreceu!” e suas variantes. Tipo “Você está fazendo dieta?”, ou “Me conta o segredo para emagrecer assim!”. As frases são, quase sempre, respondidas com um “Intolerância à lactose” (exceto quando eu estou com o humor mais ácido, aí pode variar entre “É o divórcio. Homem só serve pra fazer a gente engordar” e “Não como, não bebo, faço fotossíntese”).

Em raros momentos, a pessoa que ouve essa resposta simplesmente a aceita e fica na dela, em alguns casos, fazem perguntas sobre a doença, mas na grande e esmagadora maioria das vezes, o que acontece é um “Quisera eu ter alguma coisa assim para poder emagrecer também”, ou, no mínimo, um “Ah, pelo menos tem um lado positivo, né?”

Gente… Não… Apenas não.

Veja bem, eu tenho o problema. Para mim, é saudável tentar enxergar algum ponto positivo nele, porque de outra forma, acabaria me sentindo muito pior comigo mesma. Mas desejar ter o problema para poder emagrecer não é legal. Sério. Se eu tivesse opção, optaria por não passar mal ao ponto de achar que vou morrer toda vez que como alguma coisa que eu amo muito, mas tem lactose (tipo queijo). Eu não optaria por ter a doença só para não poder comer, porque não poder comer é ruim, é triste, às vezes é meio deprimente. Você sai com seus amigos, eles decidem ir a uma pizzaria, e te resta escolher se vai deixar de sair com eles, se vai ficar só olhando e salivando com o cheirinho daquela pizza maravilhosa, ou se vai se arriscar a comer e passar mal pra caramba depois.

 

depression-824998_1280

 

Mas as pessoas desejam ter essa doença (e outras ainda piores). Desejam muito! Simplesmente porque a nossa sociedade idolatra a magreza. Ser magro é mais importante do que ser saudável. Quando uma menina fica doente e começa a emagrecer, as pessoas logo a elogiam “Nossa, como você está bonita! Parabéns!”. PARABÉNS!!! Sim, ela é “recompensada” positivamente pela magreza, mesmo que isso esteja custando a saúde dela, porque a sociedade acha que emagrecer é um ideal a ser alcançado por todos, e que, não importa o quão ruim esteja a sua vida, você vai estar ótima se conseguir usar um jeans tamanho 36.

Essa noção de recompensa pela magreza é tão cruel, mas tão cruel, que quando essa menina se cura da doença e começa a engordar novamente, ela entra em depressão, procura dietas malucas, remédios fortes, e outros métodos arriscadíssimos para emagrecer e voltar ao status de magra para poder continuar recebendo os seus “parabéns”.

Não façam isso! Não parabenizem as pessoas por estarem emagrecendo, a menos que tenham certeza de que esse era o objetivo principal. Mas, principalmente, e acima de tudo, jamais desejem adoecer para emagrecer, porque pessoas estão sofrendo com as suas doenças, desejando serem saudáveis, e vocês aí, jogando na cara delas que deveriam ser gratas porque, pelo menos, conseguiram emagrecer.

E isso inclui aquela sua amiga super magra, que já fez de tudo para engordar e nunca conseguiu, e você fica dizendo que “ai, eu queria ser assim também”. Não, não queria! E é muito insensível da sua parte ficar menosprezando o sofrimento dela, só porque acha que o problema dela é uma solução para você.

Doença é doença, não é solução para emagrecer. E desejar ficar doente só para emagrecer, é sinal de um problema ainda maior: falta de amor próprio. (mas sobre isso eu falei um pouquinho lá no meu Medium. Segue o link ali para ler ;) )

Então, vamos parar de desejar ficar doente e de parabenizar as pessoas por isso. Combinado? Porque emagrecer não é mais importante do que a sua saúde! Então tá combinado.

Deixe um comentário

08/09/2016 50 Perguntas Aleatórias

Lamp

Copiando descaradamente da Michele, do MOBIC, porque eu adoro fazer essas brincadeirinhas de blog. <3

Lamp

1. Como você chamaria seu filho? Considerando que eu não pretendo ter filhos humanos, apenas cachorros e gatos, provavelmente daria nome de alguma comida, apenas para seguir a tradição da família… (Toddy, Mel, etc… XD)

2. Você sente falta de alguém? Eventualmente. Às vezes bate uma saudade dos amigos que não vejo há muito tempo.

3. O que você diria se eu falasse que você é bonita? Obrigada? o.O

4. Já disse alguma vez “não é você, sou eu”? Várias vezes! Várias! Aquela desconstrução diária que a gente precisa trabalhar, né…

5. Você está ansiosa para alguma coisa na semana que vem? Sim! Prova de Contabilidade Geral I no domingo. ._.

6. Você saiu ou ficou em casa ontem à noite? Fiquei em casa “curtindo” a minha enxaqueca mensal… u_u

7. Até que horas ficou acordada noite passada? Até umas 4h da manhã…

8. Seja franca. Viu alguém em roupas íntimas nos últimos 3 meses? Considerando que “alguém” pode ser qualquer pessoa, sim. XD

9. O que você estava fazendo ao meio-dia? Estava sentada numa cadeira, no corredor, esperando alguém chegar.

10. Já disse para alguém que o amava mas não era verdade? Não.

11. Poderia ficar o resto da vida sem beber álcool? Acho muito difícil. Não sou chegada em bebidas alcoólicas, mas alguns remédios que tomo têm álcool na composição, então… rsrs

12. Já fingiu gostar de alguém? Não. Sou simpática com as pessoas que não gosto, mas não finjo que gosto só para agradar.

13. Poderia ficar o resto da vida sem fumar? Se fiquei até agora, acho que o resto seria moleza. hahaha

14. Tem alguém na sua vida que sempre te faz sorrir? Sim! =) Vários alguéns, inclusive. ;)

15. É difícil para você esquecer alguém? Depende do sentido do “esquecer”. No sentido de “superar” um relacionamento, sim. Mas dificilmente esqueço as pessoas. Memória de elefante.

16. Você estava solteira 5 meses atrás? Sim.

17. Já chorou por se sentir tão maluco? Não… o.o Nem sei se entendi direito essa pergunta. kkk

18. Segurou a mão de alguém semana passada? Provavelmente.

19. Seu último beijo foi na cama? Não.

20. Quem você viu pessoalmente por último? Estou vendo várias pessoas nesse momento, então é difícil de responder.

21. Qual foi a última coisa que você disse em voz alta? “Até agora, não” (Sobre o pagamento ainda não ter caído na conta, infelizmente =( )

22. Já beijou três pessoas ou mais na mesma noite? Na boca, não.

23. Já esteve em Paris? Não

24. Você é bom em esconder seus sentimentos? Não muito. Mas às vezes acho que falta sentimento para esconder. Um problema um pouco maior.

25. Você usa protetor labial? Não.

26. Quem foi a última pessoa com quem você dividiu a cama? Divido com os cachorros toda noite. ;)

27. Você está ouvindo música no momento? Sim. O tempo todo.

28. Tem alguma coisa que você quer agora? Meu pagamento!!! T-T

29. Os seus últimos três beijos foram com a mesma pessoa? Na boca, sim.

30. Como está seu coração ultimamente? Na dele.

31. Você veste o capuz do seu moletom? Às vezes…

32. Quando foi a última vez que alguém do sexo oposto te abraçou? Anteontem.

33. Como as pessoas te chamam? Carla

34. Já quis dizer algo para alguém mas não disse? Sempre…

35. Tem alguma situação te estressando no momento? Semana de provas u_u

36. O que você está ouvindo no momento? Playlist Rockin’ Vibes do Spotify

37. O que tem de errado com você agora? Eu devia ter vestido uma roupa mais fresca. Estou com calor.

38. Amor é realmente algo bonito, não é? Sim. Bonito. Ele lá e eu aqui. =) hahaha Brincadeira. Amar é legal, mas dá um trabalho tão desnecessário… ._.

39. Você faz desejos às 11:11? Gente, como assim? XD

40. O que tem nos seus pulsos agora? Nada. Detesto coisas penduradas nos meus braços.

41. Você está solteira / compromissada / coração partido ou esperando por algo? Estou vivendo [2] (Melhor resposta!!!)

42. Onde você comprou a camiseta que está vestindo agora? Na Citycol há uns 10 anos. Sem vergonha nenhuma de admitir. XD

43. Já se arrependeu de ter beijado alguém? Sim. Fumantes.

44. Abraçou alguém semana passada? Sim.

45. Beijou alguém semana passada? Na boca, não.

46. O que você estava fazendo à meia-noite na noite passada? Jogando Munin, que aliás, é muito bom! XD

47. Você sente falta de como as coisas eram seis meses atrás? Não!!!

48. Você prefere dormir com alguém ou dormir sozinha? Prefiro dormir com meus cachorros.

49. Já esteve em Nova York? Não.

50. Pense na última pessoa que disse “eu te amo”. Você acha que foi sincero? Sim. Minhas mamães nunca mentem nem medem o amor. <3

 

Vamos fazer também, gente. É divertido! ;D

 

1 Comentário